PT

Passages” é um ensaio sobre o estado de vazio e impermanência, um mapeamento do presente em que os sentidos e percepção do mundo se transformam num estado líquido, feito de realidades indefinidas. Representado por figuras anónimas e espaços diluídos relacionados com uma impressão inicial, incompleta e intangível, na qual a luz destrói e nega qualquer referência ao espaço e sentido comum, explorando a ambiguidade da realidade e características transitórias. Contraria, desta forma, a imagem nítida do mundo lembrando a condição indeterminada do ser em que a realidade parece cada vez mais incerta e o tempo e espaço progressivamente deslocados.










































<!-- @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21cm } -->
GET NEWSLETTER / EMAIL